Escala de auto-avaliação do TDAH no adulto

Diagnóstico do transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) em adultos

A escala ASRS (Adult Self-Report Scale) ou escala de auto-avaliação do adulto, é um instrumento importante para a avaliação do TDAH no adulto.

A escala foi validade em 2006 para a língua portuguesa e admite-se uma pontuação acima de 24 como forte suspeita para o diagnótico do TDAH no adulto. A escala é importante também para que seja preenchida pelo paciente e pelos familiares, colegas de trabalho, amigos, pois certos sintomas aparecem com mais ênfase em ambientes específicos como o trabalho, em casa ou lazer.

A escala ASRS possui 18 itens que contemplam os sintomas de desatenção do critério A do DSM-IV modificados para o contexto da vida adulta, uma vez que vários itens dizem respeito a comportamentos próprios da infância ou da adolescência (por exemplo, “correr e escalar”). Algumas perguntas que endereçavam mais de um aspecto ou sintoma foram transformadas (por exemplo, “não seguir instruções até o final e deixar suas tarefas sem terminar”). A ASRS oferece cinco opções de resposta de freqüência: nunca, raramente, algumas vezes, freqüentemente e muito freqüentemente. Sendo que nunca pontua “0” , raramente pontua “1”, algumas vezes “2”, frequentemente “3” e muito frequentemente “4”.

O estudo Americano que originou a criação da escala sugere que uma pontuação acima de 24 seja considerada como mínima para suspeita do diagnóstico de TDAH. Esta pontuação não substitui o diagnóstico médico, apenas sugere que o TDAH deve estar presente naquela pessoa.

Para as perguntas abaixo  nunca pontua “0” , raramente pontua “1”, algumas vezes “2”, frequentemente “3” e muito frequentemente “4”. Ao final some toda a pontuação.

PARTE A

1. Com que freqüência você comete erros por falta de atenção quando tem de trabalhar num projeto chato ou difícil?

0            1            2           3            4

2. Com que freqüência você tem dificuldade para manter a atenção quando está fazendo um trabalho chato ou repetitivo?

0            1            2           3            4

3. Com que freqüência você tem dificuldade para se concentrar no que as pessoas dizem, mesmo quando elas estão falando diretamente com você?

0            1            2           3            4

4. Com que freqüência você deixa um projeto pela metade depois de já ter feito as partes mais difíceis?

0            1            2           3            4

5. Com que freqüência você tem dificuldade para fazer um trabalho que exige organização?

0            1            2           3            4

6. Quando você precisa fazer algo que exige muita concentração, com que freqüência você evita ou adia o início?

0            1            2           3            4

7. Com que freqüência você coloca as coisas fora do lugar ou tem de dificuldade de encontrar as coisas em casa ou no trabalho?

0            1            2           3            4

8. Com que freqüência você se distrai com atividades ou barulho a sua volta?

0            1            2           3            4

9. Com que freqüência você tem dificuldade para lembrar de compromissos ou obrigações?

0            1            2           3            4

PARTE B

1. Com que freqüência você fica se mexendo na cadeira ou balançando as mãos ou os pés quando precisa ficar sentado (a) por muito tempo?

0            1            2           3            4

2. Com que freqüência você se levanta da cadeira em reuniões ou em outras situações onde deveria ficar sentado (a)?

0            1            2           3            4

3. Com que freqüência você se sente inquieto (a) ou agitado (a)?

0            1            2           3            4

4. Com que freqüência você tem dificuldade para sossegar e relaxar quando tem tempo livre para você?

0            1            2           3            4

5. Com que freqüência você se sente ativo (a) demais e necessitando fazer coisas, como se estivesse “com um motor ligado”?

0            1            2           3            4

6. Com que freqüência você se pega falando demais em situações sociais?

0            1            2           3            4

7. Quando você está conversando, com que freqüência você se pega terminando as frases das pessoas antes delas?

0            1            2           3            4

8. Com que freqüência você tem dificuldade para esperar nas situações onde cada um tem a sua vez?

0            1            2           3            4

9. Com que freqüência você interrompe os outros quando eles estão ocupados?

0            1            2           3            4

 

A soma dos pontos se for maior que 24 sugere o diagnóstico de TDAH no adulto


Publicado em fevereiro 25, 2011, em O que é TDAH no adulto, Sintomas do TDAH no adulto. Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. jose plinio do amaral almeida

    Muito esclarecedor! Gostei,Plínio.

  2. Edilson Alvarenga

    Doutor, eu sofro dessa doença.

  3. Danielle Braga

    Muito bom! Meu neuro usou esse método para diagnosticar o TDAH em mim…. Minha somatória foi de 55 pontos.

Deixe uma resposta para jose plinio do amaral almeida Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: